Público Alvo – um post metalinguístico, talvez.

Maio 14, 2010 at 2:06 pm 14 comentários

Tava no MSN falando com o Dr.Yuri sobre mudanças a se fazer no blog, etc – O assunto era qual seria o nosso público alvo. Comecei a escrever esse post um dia e no outro dia voltei, e acabei lendo o post do Gbatista.

Caraca, que post polêmico! Isso é que é divertido!

Vejam bem: a polêmica só é divertida quando te faz raciocinar. É muito diferente da polêmica dos tablóides sensacionalistas, vamos com CALMA.

Vocês vão entender o motivo dessa imagem depois de lerem o post, mas olhem para a plaquinha alí... Comece a pensar.

A conversa com o Doc. e com o *****  me fez pensar em várias coisas. MUITAS coisas. Pensar nessas coisas me fez perceber algo que merece ser dividido com vocês, leitores.

Pra começar, ninguem aqui quer realmente impor coisas, como o Pulga gosta de brincar. Falamos essas coisas por que, para nós, se torna engraçado. Se realmente tentássemos impor coisas seríamos absurdamente chatos, o que seria um problema para nós. Não.

É díficil falar do que REALMENTE pretendemos com isso – esse blog (mesmo que a gente tenha tentado um ensaio sobre isso no passado). Como já foi dito no podcast piloto, o objetivo disso tudo era inicialmente zoar o Ryan. Como você poderá ouvir no podcast #1, estamos caminhando gradativamente em direção a algo novo, afinal é evidente que a zoação persiste.

De qualquer forma, eu tava falando com o Dr.Yuri e cheguei a uma conclusão.

Esse blog está (ou pelo menos parece, ou pelo menos vai passar a) tentando atingir a 3 tipos de pessoas.

1) Aquele que quer conhecer/compreender/pensar sobre coisas, saiba disso ou não

Eu já disse que se tentássemos impor o bom gosto e a cultura estariamos sendo uns chatos. E não só isso: aquele que permite que lhe imponham coisas não passa de um boboca passivo. Não é isso que queremos. Queremos alcançar o pessoal que pensa e o pessoal que quer pensar (na verdade o pessoal que quer pensar já está pensando, só não percebeu ainda, ou não tem matéria prima pra isso). Aqui nós mostramos aquilo que acreditamos ser interessante, para que o leitor desenvolva mais e vá além.

Não se prendam ao que deixamos escrito aqui.

Muito provavelmente outros membros fariam uma descrição melhor que a minha.

Acredito que o Guilherme (eu SEI que muitos leitores discordam do post mais recente dele) foi o primeiro a perceber isso. Certos posts dele, mencionam claramente a base do aprendizado, não uma “fórmula mágica” que você deverá aceitar como verdade universal. Vou listar frases de seus artigos, vai ser melhor para entender:

Se você seguiu essas dicas ao extremo, parabéns, tu é um babacão
O intuito dessas dicas é apenas dar uma luz, indicar uma linha de racioncínio. Foram os passos que eu dei ao longo da vida. O que você realmente tem que fazer é pegar essas dicas e estudá-las, afim de aprender algo novo.” –
Por que eu não pego ninguém?

“Considerações finais
Teje claro que isso é um guia básico. BÁSICO, CACETA. Eu mesmo levei anos pra conseguir pelo menos metade dessas coisas, e nem é o meu set definitivo (ainda falta um macbook e mais meia dúzia de smartphones). […] A dica básica é pesquise, pesquise muito, peça a opinião do povo, veja o que você vai realmente precisar e aí parta pra compras.” –
Como montar seu set de tecnologia.

Já deu pra sacar o que estou querendo dizer, não? Não estou tirando nada disso do vácuo. Isso existe em algum lugar, o Moviment0 está fazendo isso, ou caminhando para isso, não sei ao certo. Um grupo de pessoas que queremos alcançar é um grupo de pessoas que quer aprender coisas e que não vai simplesmente engolir informações, e sim pensar a respeito.

E isso – pensar sobre coisas – independe de rótulos, por que é superior a rótulos. O cumprimento “olá nerds e não-nerds” (e variações) está se repetindo aqui no blog, no inicio de certos artigos, de maneira natural e é um indicativo de que as coisas estão começando a tomar forma.

2) Pseudo-Intelectuais Metidos A Bestas (PIMBAS)

Esse é um pessoal bastante vergonhoso. São um pouco difícil de definir – é mais fácil ir até uma comunidade (do orkut) de algum autor/filósofo/cientista estrangeiro de nome complicado e analisar o pessoal de lá. Vale procurar também por comunidades que falem mal do “sistema” e da “sociedade”, mas que não possuam nada de realmente útil. Estarão abarrotadas desses vermes.

Certa vez eu fui procurar informações sobre um livro (um livro meio bobinho, confesso) que me interessava. Me deparei com um tópico de arruaça. Existem vários tipos de arruaceiros da internet e esse é um dos mais irritantes: um “aculturadinho” querendo aparecer.

Ele apareceu por lá xingando todos os leitores, chamando-os de alienados, mandando-os ler “fulano, cliclano, beltrano” e mais uma lista de filosofos e políticos fodões e… e… É um tipo de babaca irritante.

Lembra que eu mencionei que existem pessoas que não querem pensar e simplesmente “engolem” o que lhes é imposto/dado?

Pois é. Por que existe gente que, como já falaram nesse blog, só segue o que o seu pessoalzinho faz. Maria-vai-com-as-outras – Esse tipo de gente tem um hábito que eu costumo descrever como “engolir”, eles “engolem” tudo que lhes é enfiado goela abaixo, tudo que é imposto. Eles não “cheiram” as coisas para fazer uma ANÁLISE. Esse tipo de gente simplesmente aceita o que vem, e geralmente vem Rebolation, Créu, Malhação e bobagens do gênero.

Conhece esse tipo de gente, não conhece?

Então. É ele. É isso. Só que com um monte de livros complicados. Um Pseudo Intelectual Metido a Besta é um bosta de cabeça vazia que encontrou livros complicados e acha que só por que os lê está pensando em alguma coisa!!!

Mermão… como isso é chato!

Um dia esse cara descobre uma determinada lista de autores e passa a acreditar que só por que lê essas coisas faz parte de uma elite de pensadores, enquanto todos os outros não pensam e são imbecis, alienados de cérebro atrofiado.

Para esse tipo de otário tudo é alienação, mas ele mesmo não percebe que se aliena com seu mundinho de “filosofias”. E o pior é que esse cara quer que todos sejam iguais a ele, então começa a encher o saco de todo mundo, xingar a galera… ou seja, impor coisas. E ele acha que está ensinando o pessoal a pensar, MAS NÃO.

Eu pretendia escrever sobre como eles agem nessas discussões, mas eu sugiro que você vá ver na prática, se ainda não viu.

São irritantes, não são?

Agora a hora da pergunta: Esse não é um post sobre público alvo? Afinal, o Moviment0 vai lidar com gente assim? “Pimbas” leriam esse blog?

Bem, sim, é um post sobre público alvo e… Não, esse tipo de gente não leria o Movimento, afinal ele é “inculto” e “alienado” por não falar de escritores cults de nome complicado. E nós não gostamos deles. Dos “pimbas”.

Eu digo isso com segurança. Não gostamos. Eu nem perguntei pros outros membros, mas eu tenho certeza. É só ter um pouco de bom senso.

Então você pergunta qual é a “nossa coisa”. Bem, é simples. O ítem 1, como já foi visto, fala de fazer as pessoas pensarem e ajudar quem já está nessa onda. E esse pessoal que a gente viu no ítem 2 representa algo contrário, se você for raciocinar. São pessoas que não estão pensando, verdadeiramente, e acham que estão fazendo isso.

Em resumo: são pobres coitados. E pobres coitaods precisam de ajuda. Até por que seria uma boa se as pessoas parassem de xingar umas as outras, como esse pessoal costuma fazer. Logo vem alguem aqui me chamar de alienado. É… é a vida.

Foi por causa desse tipo de coisa que, por exemplo, eu não fiz um post falando VERDADEIRAMENTE sobre o filme Nosso Lar. Eu fiz um artigo sobre coisas que eu imaginava ter de enfrentar caso escrevesse a idéia original, por que muita gente gosta de ficar criticando à toa, o que é muito diferente de fazer críticas construtivas e bem pensadas.

Eu contei pra vocês que fui a uma comunidade procurar sobre um livro e tive que lidar com um bobalhão que chamava todo mundo de alienados, não? Pois é, no fim das contas os leitores desse livro são mais inteligentes que esse sujeito, pelo simples fato de aproveitarem aquilo que gostam sem ir encher o saco de outras pessoas e aliás… esse pessoal, esses leitores. Esses “alienados” inocentes. Ítem 3!

3) Quem está simplesmente… por aí! – Toda pessoa tem potencial, por mais difícil que possa ser acreditar. Toda pessoa pode vir a ser um “ítem 1”. Assim como os pimbas engolem e vomitam o que puderem de “cult” (de maneira bem irritante), tem gente que faz algo parecido com outras coisas.

Aqui vale lembrar mais uma vez do post do Gbatista, que eu sei que vocês provavelmente não gostaram. Séries, filmes, RPG, animes e essa coisa toda. É uma cultura que abre espaço para o bom pensamento? Sim, mas não necessariamente. Tudo depende do ser humano em questão. Se ele for um babaca que simplesmente engole tudo que está em seu caminho, independente de qual for o conteúdo, essa pessoa vai agir passivamente, simplesmente comentando como todas essas coisas são lecais, manolo rsrs e não vão fazer nada de útil com isso. Assim como há quem aproveite bem qualquer tipo de conteúdo.

Eu tava falando de séries, filmes, livros de aventura, etc, etc… Nós gostamos dessas coisas também, apesar de tudo! E queremos mostrar essas coisas para as pessoas. Queremos fazê-las questionar, também, lógico, mas se algo é divertido, não tem por que não falar sobre, certo?

Se eu estiver errado me chamem de Traidor mais uma vez. Eu só questiono vocês, seus manés! (<<< piadinha)

Sério agora: É tudo uma questão de você não… se limitar. Pimbas vão te dizer que essas coisas são para ALIENADOS! Tem gente que diz que isso é completamente nerd (e por consequência, acreditam que isso te torna realmente um completo pensador, ou algo assim).

Meio exagerado isso, não? 8 ou 80. Ou você é um ALIENADO ou você é GENIAL. Extremista, isso, não concordam? Os extremismos são arriscados…

Você não precisa se desligar das coisas que você curte para “questionar coisas”, para “pensar”. As coisas divertidas não vão te “alienar”. Isso é maluquice. Por outro lado, não é simplesmente vendo, ouvindo ou assistindo coisas que você vai se tornar uma pessoa intelectualmente mais desenvolvida. Não é só por que você vê tal filme, lê tal livro, ou por que você ouve tal banda que você é mais inteligente. Independentemente da sua bagagem cultural, de onde você veio ou para onde você pretende ir:  Você é mais inteligente por que pensa mais.

Pense nisso!

.

E eu fecho por aqui. Com certeza esse post poderia ser mais sucinto e mais resumido, mas eu escrevo assim mesmo, meio enrolado. Tudo bem, não?

Ryan

Anúncios

Entry filed under: Anti-Cultura, Filmes, Games, Literatura, Música. Tags: , , , , .

.Cachorro Grande .Série: V – The Visitors

14 comentários Add your own

  • 1. Loke  |  Maio 14, 2010 às 3:40 pm

    *aplaude*

    Responder
  • 2. Dr.Yuri  |  Maio 14, 2010 às 4:12 pm

    só me resta aplaudir tbm

    Responder
  • 3. Pulga  |  Maio 14, 2010 às 4:59 pm

    Ótimo post Ryan. Ninguem quer impor ideias, foi só uma brincadeirinha (ou não). Para puxar saco, eu aplaudo também.

    OFF: Só para esclarecer, o que foi dito no podcast piloto foi o que veio a cabeça, foi improvisado. Zoar o Ryan foi UM DOS motivos, mas a criação d’O Moviment0 ocorreu por outra coisa e… Bem, em breve (vai demorar, eu acho) falaremos sobre tudo isso, de forma correta.

    Responder
  • 4. Alvaro ;DD  |  Maio 14, 2010 às 8:50 pm

    boa ryan,nem parece o ryan meu amigo de infancia q fala “ah se for robar tem q ser na honestidade”

    e falando em zoar o ryan vcs ja conhece a comu feita especialmente pra ele?

    procurem no orkut frases do ryan ;DD

    Responder
  • 5. Ryan  |  Maio 14, 2010 às 9:06 pm

    HUAHUAHUAHUA, ME FERREI!

    Boa, Alvava :,D

    Responder
  • 6. The Head  |  Maio 14, 2010 às 9:37 pm

    certo… admito… fico bom… longamente bem feito e bem argumentado…

    e sério… me senti importante nesse momento…

    Responder
  • 7. Jonathan Linguini (o ZzzZ)  |  Maio 15, 2010 às 6:14 pm

    o post do GBatista foi legal, e tem coisa interessantes e verdadeiras, o problema é que foi precipitado, além do cara combater os esteriótipo com esteriótipo, do tipo, se você joga games você é um burro que poderia estar preenchendo sua mente com algo mais “útil” naquele momento.

    no mais também é isso que quero como leitor do blog e já tinha dito, posts com assuntos mais de contestação, buscando reflexão, seja com coisas sobre sociedade(socieologia é um assunto que gosto PRA CARACA), filosofia ou mesmo algo que envolva a mesma coisa em outros assuntos como o de viagens no tempo que ficou muito legal

    no mais acho muito escroto essa babação de saco em cima dos posts do cara, não são melhores que os de ninguém aqui, muito pelo contrário, são abaixo da média(devido a pose de fodão de pensamento unilateral do criador que resulta em vários erros de argumentação)

    Responder
    • 8. gbatista  |  Maio 16, 2010 às 10:05 pm

      considerações:
      -Deixa o Ryan babar meu ovo, oras bolas. Ele tá no direito dele de babar em quem quiser, aonde quiser e você não tem nada a ver com isso.
      -òh, leia direitinho: em momento nenhum eu disse que “quem joga videogames é burro”. Eu disse que se você se considera nerd por jogar videogames, meu, TU É BURRO PRA CARALHO.
      E se te serve de consolo, eu tenho aproximadamente 90 jogos instalados no iphone. E eu vivo em fliperamas também, curto alguns jogos para se distrair… mas é só pra isso que eles servem. Distrair.
      Tem gente que se distrai meditando, outras trepando, eu me distraio jogando Marvel vs Capcom 2.
      -Eu nem sabia que tinha média de nível intelectual na bagaça. Mas tudo bem, eu vou agradar leitores e passarei a escrever de assuntos mais interessantes. Línguas, por exemplo.
      Começando desde já: a língua portuguesa é a mais fácil de aprender do mundo, a russa é a mais simplificada (é mais fonética que sua língua nativa) e o sotaque da italiana costuma causar arrepios em algumas mulheres européias.
      Pronto, fui erudito o suficiente para você?
      -Se você quisesse uma linha de racioncínio mais neutra, que fosse ler críticas de cinema.
      -por favor, aponte os erros de argumentação de forma que eu simplesmente não consiga rebater e justificar todos eles, em menos de 140 caracteres. Justifique sua resposta.

      Responder
      • 9. Jonathan Linguini (o ZzzZ)  |  Maio 17, 2010 às 1:21 pm

        relaxa cara.
        entendendo melhor concordo com o que você falou agora sobre os games, tudo mesmo.

        e não entendi porque a gente está falando de média intelectual, e tipo, eu sou um simples leitor e só falei do que gosto de ler por aqui, só isso, continue com os posts que você gosta de fazer, o mais importante é isso.

        e as criticas ao post sobre nerds eu deixei só por lá mesmo.

  • 10. Ryan  |  Maio 15, 2010 às 8:18 pm

    bah, a babação nem é séria. é engraçado falar dos posts sobre relacionamentos por que eu sou um solteirão fracassado (nem, as garotas é que são burras!).

    já os trechos que eu mencionei no meu post… cara, nem é babação de ovo. são dicas básicas mesmo.

    Responder
  • 11. Ryan  |  Maio 15, 2010 às 8:49 pm

    E eu peço que você analize o post de novo.

    Eu discordo do Gbatista em muitos aspectos, mas tive de mencionar o post dele (e outros) por que estavam dentro do tema.

    Até por que eu deixo implicitas algumas críticas ao ponto de vista dele, aqui.

    Responder
  • 12. gbatista  |  Maio 16, 2010 às 11:54 pm

    Tem gente que diz que isso é completamente nerd (e por consequência, acreditam que isso te torna realmente um completo pensador, ou algo assim).

    Exatamente o tipo de pessoa que eu apontei no blog.

    Quem se incomodou ou vestiu a carapuça, azar.

    Forte abraços

    Responder
  • 13. Ryan  |  Maio 26, 2010 às 2:35 pm

    é nisso que dá tentar mostrar o lado bom das coisas, as pessoas acham que vc tá pagando pau xD

    Responder
  • 14. PJ PagodeFM  |  Junho 23, 2010 às 4:02 am

    Vcs são muito inteligentes fiquei impressionado

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clique para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email

Junte-se a 20 outros seguidores


%d bloggers like this: