.Tengen Toppa Gurren Lagann

Março 29, 2010 at 1:28 pm 5 comentários

Touch the untouchable, Break the unbreakable,

RAW! RAW! FIGHT THE POWER!

Opa, aqui é o Pulga. Depois de um tempinho sem postar (mas com vários rascunhos) aí vai uma matéria sobre um anime que conheci através do Dan, Tengen Toppa Gurren Lagann.

Tengen Toppa Gurren Lagann é um anime de mecha. Escrito por Kazuki Nakashima e dirigido por Hiroyuki Imaishi, estreiou no dia primeiro de abril de 2007 – e não é mentira.

TTGR é um anime que merece sua atenção. É uma obra prima da Gainax e, assim como em Evangelion, TTGR aparece com idéias brilhantes. Apesar de ter muito em comum com outros animes do genêro, Gurren Lagann tem conceitos originais. E uma excelente trama – sem puxasaquisse.

A estória história se passa num futuro – ou em outra dimensão – onde os humanos agora vivem no subterrâneo. A superficie? Não passa de uma lendaSimon é um escavador. Como os humanos vivem debaixo da terra, eles vivem cavando mais para ampliar suas vilas. Seu único amigo é Kamina, seu Aniki (irmão em português, apesar de só serem “mixuguênhos”), que causa muitos problemas. Kamina, diferentemente de todos, acredita na existência da superficie, e diz já ter ido lá com seu pai (que morreu lá).

Simon acha durante uma escavação, uma pequena broca de luz verde. E o que acontece? Tchã nã nã nã… Um robô gigante aparece na vila, abrindo um enorme buraco encima da vila, mostrando o céu e tudo mais. Logo em seguida, vemos a maravilhosa Yoko, uma garota com um rifle eletromagnético tentando destruir o robô com aparência maligna.

Os robôs são conhecidos por Ganmens, pela resistência humana que vive na superfície (e não, não é um plágio de um filme onde os humanos guerream contra uma inteligência artificial chamada Skynet). E “sem querer”, Simon acha um Ganmen, na superficie – o motivo de tal robô está debaixo da terra (e os demais robôs atacando humanos) é explicado posteriormente. E este robô encontrado por Simon é ligado com uma chave, que é a pequena broca que encontrou anteriormente.

Após destruir o Ganmen gigante, Simon, Kamina e Yoko (e outros personagens) iniciam uma batalha que decidirá o futuro, não da Terra, mas do Universo.

O que eu vou dizer é spoiler (como o que já estou dizendo) mas não é nada demais. Kamina consegue um Ganmen (e dá o nome de Gurren a este) para ele e junta este ao Laggan. Então uma fusão com nome de Gurren Lagann, um mecha gigante foderoso.

Eu não vou dizer mais. E acredite, mesmo sabendo o que vai acontecer, vai ser surpreender. Não é uma cena bobinha como você imagina. Assista.

GIGA DRILL BREAKER !

A arma que é maior que o própio mecha – que já é gigante. Sem contar que tal poder ainda é ampliado, entre outros armamentos (do inimaginavel arsenal do Gurren “outros mechas” Lagann) que são um exagero também. Pois bem, o anime é de humor, então era de se esperar coisas do tipo. Pode-se (e deve-se) ignorar isto.

[spoilers ON] Eu gostei das fusões dos mechas, é uma boa idéia. Principalmente o fato do Lagann, o pequeno robô  de Simon, ter sido uma arma de um antigo rei espiral. Tanto que durante a luta de Lorde Genome e Simon, ambos os mechas tem o mesmo mecanismo. E a explicação para o Lagann estar debaixo da terra é muito boa também, ou melhor, as explicações dadas pelo Rei Genome  (agora um computador biológico – formado apenas de sua cabeça) são excelentes, e mostram que na verdade, todas as ações eram para ajudar os humanos e os demais seres espirais. Apesar de uma medida “drástica” de ter que matar os humanos para salva-los, é uma excelente explicação. [/spoiler OFF]

O estético dos mechas, são bem… excêntricos (?). Diferentemente de Evangelion e outros, onde os mechas tem um aspectos mais “reais” (não sei explicar bem isso), os robôs de TTGL tem um visual bem diferente. Mas isso não altera nada, aliás, é um anime de humor. Por isso, eu acho totalmente aceitável (e também nada demais, quando já disse sobre alguns – e nada demais – exageros). Mas não é que o desenho dos mechas são feios mas podem ser ignorados, são muito bem desenhados, só estou comparando. Aliás, os desenho dos personagens e dos cenários são muito bons.

Isso é um fato.

E são incriveis as armas do Gurren Lagann e dos demais. Aparentam ser infinitas. Assim como já dito antes, golpes como o Giga Drill Breaker são totalmente exagerados, o que já disse umas cinco vezes já, mas este exagero fica bem na série. Parece que eles nunca usaram tal arma e já sabem seu nome, é como Pokemon que tem aquele mega clichê de falar o nome dos golpes antes de fazê-los. Mas não fode, o anime é muito bom.

A "Grande" Brigada Gurren Lagann

As lutas também são excelentes, muito bem feitas. Mesmo que já sabemos que os “mocinhos” sempre vencem, mas as batalhas ainda assim empolgam. E às vezes, coisas inesperadas que não cogitamos podem acontecer… O episódio oito que o diga.

Principalmente os momentos finais do anime. A luta final com o Anti-Espiral é foda – não existe outra expressão. E apesar do ataque final ser totalmente inimaginavel (algo bem difícil de fazer em um momento decisivo), é muito bom. Apesar de que muitos podem ter reclamado do final do anime. Isto é, os acontecimentos após a batalha final. Quem assiste pode ficar paralisado, com cara de bunda pensando: é isso?

Da mesma forma, eu fiquei com cara de quem não entendeu. Eu afirmo que foi um ÓTIMO FINAL, apesar de impactante.  O momento do casamento foi excelente (apesar disto ter soado gay, não estou dizendo que foi “ai, que meigo” como uma história de romance, mas como disse, eu não esperava o ocorrido). [spoilers ON] E quem achou que Simon virou apenas um mendigo, está errado, pois ele virou um andarilho fodão. Apesar de mostrado apenas uma cena, ao final do segundo filme, o Lagann-Hen, temos mais uma cena que mostra isso com mais clareza. [/spoilers OFF]

Os dois filmes da série são nada mais que um resumão da série. E pela série ser muita extensa para dois filmes de duas horas, temos muitas coisas cortadas, mas nada que prejudique, por exemplo, não vemos a história de como Rossiu, Gimi e Dari aparecem na história. Mas temos cenas novas, obviamente. Novamente, a batalha final que o diga. Não assista ao filme no lugar da série.

Cenas novas? As batalhas. Para dar tempo de mostrar muito acontecimentos, cada luta com os 3 últimos generais viraram uma luta só. Ficou bom, mas não supera a batalha final que é alterada e tem muita coisa nova.

A propósito, uns Parallel Works estão para chegar. Já existem alguns desses no youtube, mas os novos (intitulados de Parallel Works 2) começarão a ser lançados no dia 26 de Maio. Creio que quem gostou da série e almeja por mais, é uma boa notícia.  Como diz o nome, são histórias paralelas a história da série, mas tendo como fundo algumas músicas da trilha sonora da série. Cliquem aqui para ver a fonte.

Enquanto isso, fiquem aí com duas animações que já foram publicados anteriormente (um deles contém o conto do Lorde Genome):

Tengen Toppa Gurren Lagann é um anime que vai ser ótimo para aqueles que nunca assistiram a um anime e para aqueles que já assistiram muitos. Tem uma trama original, é proporciona diversão.

Para não perder o costume de dar notas as coisas, o anime receberia por mim a nota 9. É isso.

Mas todo esse post se resume ao que o Dan (pessoa importante na história d’O Moviment0):

Gurren Lagann fode épico sim

Pulga

Anúncios

Entry filed under: Animes, Desenhos. Tags: , .

.A prévia do tão prometido Post do Wasabi .Quando medo significa diversão…

5 comentários Add your own

  • 1. Bruno Giuseppe  |  Março 30, 2010 às 12:42 am

    Aê Pulga, belo texto, consegui me apaixonar pelo anime sem ao menos ter visto. Sou aficionado por anime. Já vi vários animes que fogem do padrão como “Blood” , “Death Note e outros menos conhecidos, mas esse parece ser diferente de tudo que já vi. Voltei a acompanhar Bleach recentemente, ainda estou correndo atrás do prejuízo, mas pretendo assistir Tengen Toppa Gurren Lagann, pois tenho que confessar que fiquei muito curioso.

    Responder
  • 2. urso pola  |  Março 30, 2010 às 10:58 pm

    muito dahora esse desenho

    Responder
  • 3. erich  |  Março 31, 2010 às 6:46 pm

    Putz…é um universo totalmente desconhecido pra mim

    Responder
  • 4. Pedro  |  Abril 2, 2010 às 1:41 pm

    Eu já conhecia TTGL e sou fã! (:
    Muito bom o texto,
    Parabéns

    Responder
  • 5. filipe  |  Abril 21, 2010 às 11:58 am

    já assisti TTGL e não esperava que fosse gostar tanto
    é muito bom mesmo.

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clique para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email

Junte-se a 20 outros seguidores


%d bloggers like this: