.Quanto custa ser para ter, ou vice versa…

Março 27, 2010 at 4:12 pm 11 comentários

Bom dia meus bons nerds e não nerds!!! Cá estou eu, o filho pródigo que enfim voltou por intimação do Pulga-San para deleite ou não de vossas senhorias. O post será um tema clássico e clichêrista como de costume. Como o bom e “indisível” NADA já é assunto por demais vamos com ele novamente mas observemos o lado do ser e do ter, ou melhor, ter por ser ou ser para ter? Enfim, sem mais devaneios, agradeço o fato de você ocuparem vosso tempo com toda essa bobeira sem sentido. No final do post tem uma surpresa que nem todos irão gostar…

Então vamos logo ao que nos desinteressa…

Com o passar do seu desenvolvimento social, o homem passou por vários niveis, onde os quais fizeram presentes as transformações de seu modo de agir e pensar, mas tudo isso com o objetivo principal de alcançar a felicidade. Com o passar das revoluções a compreensão do que realmente é a felicidade foi se transformando, mas para uma única direção, a do materialismo.

Primáriamente deve-se questionar o que de fato é a felicidade. De acordo com a Wiki “A felicidade é uma gama de emoções ou sentimentos que vai desde o contentamento ou satisfação até à alegria intensa ou júbilo. A felicidade tem ainda o significado de bem-estar ou paz interna.“ Enfim, uma definição bem esparça do que a felicidade por relamente vir a ser, mas nem por isso menos objetiva. O ato de ser feliz ou simplesmente enteder a felicidade é algo quase que antagônico, visto que a felicidade e relativa e diretamente ligada a cultura e posição social de determinado indivíduo.

O capitalismo direcionou toda uma geração para sua total veneração ao materialismo. O capital, na atualidade, para muitos, o caminho mais curto ou se não, a própria fonte de felicidade “plena e perfeita”. A honra, o dever, a disciplina entre outros atributos relacionados deram lugar a um moralismo hipócrita e manipulado por aqueles que detêm o poder monetário.

Depois da disperção do Ilumismo pelo mundo a felicidade estava em ser aquele que faz a diferença, com o Neo-Liberalismo, ela veio a se tornar em ter aquilo que é diferente. As atuais tentativas de resgatar aqueles valores já passados, mas que faziam a sociedade funcionar, tais ensaios fizeram evidenciar a dependência do homem moderno perante ao consumismo e as futilidades da sociedade que venera o capital.

Deve-se urgentemente resgatar os passados (mas jamais ultrapassados) ideais de igualdade, fraternidade e liberdade, para que unido, o homem possa mais uma vez, mudar o mundo. Abrir mão do narcisismo, do egoísmo, do preconceito e dar lugar ao puro e simples altruismo e deixar com que o espírito guie o coração e a alma.

E a surpresa:

>Ter ou querer Ser

Ser ou ter,

ter ou querer ser,

querer por querer

e enfim ser,

por ter,

no final

e antes do começo.

Ter por ser querido.

Confundir em ser amado.

Viver para ser

ou

ter o que viver,

por apenas ser,

um desafortunado.

Pensar em ser,

agir para ter.

Correr para enfim chegar,

não por procurar,

mas para enfim,

ter o que querer

ou apenas,

querer ser.

Então é isso ai pessoal, boa noite e obrigado por perderem vosso precioso tempo aqui…õ/

Davi / The Head

Anúncios

Entry filed under: Anti-Cultura. Tags: , .

.Como escrever sobre/usando o conceito de “Imortalidade” – Parte 1 .A prévia do tão prometido Post do Wasabi

11 comentários Add your own

  • 1. Chavez  |  Março 28, 2010 às 2:50 pm

    são posts como o seu que me motiva a ficar nessa … nesse blog.

    Responder
  • 2. DaniloMoreira  |  Março 28, 2010 às 3:29 pm

    Felicidade é isso e não o que eles ditam :)

    Responder
  • 3. Francorebel  |  Março 28, 2010 às 3:49 pm

    Ser, nada de ter…

    Responder
  • 4. Fernando  |  Março 28, 2010 às 4:04 pm

    Interessante cara. Gostei muito da definição de felicidade exposta. Só me pareceu que faltou alguns elementos de coesão entre a introdução e o desenvolvimento e entre o desenvolvimento e a conclusão. Mas isso não foi decisivo para o entendimento do texto. parabéns

    Responder
  • 5. Flavio  |  Março 28, 2010 às 4:12 pm

    cara, desculpa, mas você tem esperança?! ninguem vai resgatar passado nenhum, ninguem tá preocupado com porra nenhuma, hoje temos o mundo dos umbigos e somente isso, só e somente só, é o que importa… infelizmente…

    Responder
    • 6. Jonathan Linguini  |  Março 29, 2010 às 8:52 pm

      é o caminho do caos, e estamos indo para sua direção a passos largos.

      não me orgulho disso, e faço de tudo para meu prazer aminha alegria não estarem ligados aos meus bens/status(que é o tal do : “o que os outros pensam sobre mim”)

      Responder
  • 7. Cacau Bertrand  |  Março 29, 2010 às 1:20 am

    Amigo,
    Realmentee faltaram alguns elementos de coesão para o entendimento do texto. E ao contrario do que explicita o amigo acima, pra mim dificultou a compreensão. Fica a dica de organizar melhor suas idéias.

    Abrs

    Responder
  • 8. Bia Silva  |  Março 29, 2010 às 8:33 pm

    Infelismente, caro amigo, [amado *-*]
    ninguem muda… e a tendencia é piorar
    façamos nossa parte, sejamos mais autruistas, quem sabe faremos discipulos, para criar uma geração mais “ser”…

    Utopias, podem se tornar reais algum dia…

    BeijoO

    Responder
  • 9. Táah!  |  Maio 8, 2010 às 12:34 am

    amovoce

    Responder
  • 10. Salvador  |  Agosto 17, 2010 às 6:02 pm

    Melhor colunista do Blog, com certeza…
    abraços cara…..

    Responder
    • 11. D_Head  |  Agosto 17, 2010 às 6:10 pm

      bando de puxa sacos… huauhahu

      obrigado, Salvador!

      Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clique para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email

Junte-se a 20 outros seguidores


%d bloggers like this: