.Com quantos cabeludos, abelhas e letras tristes se faz uma banda noventista:

Novembro 28, 2009 at 5:40 pm 18 comentários

Finalmente chega o grande salvador, para injetar um pouco de…(?), sim ele; Wood!

Aproveitando o fato de estarmos falando sobre música trago uma banda verdadeiramente boa (progressivo é coisa de pseudo intelectual, gente – cliquem aqui e concordem com o que eu digo.) Minha escolha é o maravilhoso Blind Melon, uma linda banda de apenas um hit (menininha vestida de abelha, lembra?). A banda começou em Indiana no ano de 1991, quando o vocalista Shannon Hoon encontrou os outros membros – como sempre.O som da banda é uma mistura de folk, hard rock e aquele som tipíco dos anos 90. Nesta época Shannon era famoso por algumas participações em música do Armas e Rosas (ew!). Eles estouraram de verdadinha apenas em 93, com o lançamento do single Not Rain (menina vestida de abelhinha).


Clipe mais exibido em 93 na Mtv Brasil, raro encontrar alguem que nunca tenha assistido, então, se você for um dos caras que matava baleias no Alaska com óculos de visão noturnas maneiros nesta época, está aí:

(Vocês não acham muito melhor que Wakeman?) A banda já com algum sucesso em 94 perdeu dois Grammys (e quem se importa com Grammys?)

Pouquinho tempo antes de lançarem o segundo album o Shannon, que era metidinho com drogas bate as botas legal, deixando os anos 90 um pouco menos depressivos, após a morte dele a banda ainda lançou o album Niko (que eu achei um lixo, meio homenagem meio chato) os integrantes restantes decidiram não voltar a atividade, como todos já sabemos era Shannon o carisma da banda, decisão mais sensata, dificíl pensar nesta banda de curta duração sem o cara que era a banda.

Fiquem com a música mais legal deles, na minha opinião, Tones Of Home.

Mesmo sendo trágico e tals, a morte do vocalista teve um lado muito positivo: a banda teve uma duração perfeita com músicas incríveis e dois albuns legais pra caralho. Neste clima de homenagem digo tchau para todos os leitores.

Nos vemos na próxima semana no mesmo bat-horário no mesmo bat-canal.

EdWood

Anúncios

Entry filed under: Música. Tags: , , .

.The Legend of Rick Wakeman .Harry Potter MORREU

18 comentários Add your own

  • 1. Professor Pardal  |  Novembro 28, 2009 às 7:41 pm

    É certo que eu num fui com a sua cara msmo… mas EdWood, estamos em um mesmo blog; vamos ridicular um o outro pelo msn, não pelo blog, se não isso vira a casa da mãe Joana pow :S.
    obs: não ridicularizei o seu gosto musical na postagem do Rick Wakeman…
    Ficarei grato se vc apagar as ridicuarizações sobre o rock progressivo…
    se não entraremos em outros assuntos delicados e inacessiveis as pessoas que não entendem de musica: se eu defender o rock progressivo, vou defender a complexidade harmonica, que é tambem estudada na musica erudita, que envolve modulações e cadeias harmonicas que os musicos que voce gosta nem imagina que existem.

    Responder
  • 2. Pulga  |  Novembro 28, 2009 às 7:50 pm

    Pardal, pare de reclamar. Ele odeia progressivo, pronto. Vamos fazer um debate, yeah!

    Briga, Briga, Música, Briga!

    Responder
  • 3. Gabriel Alex  |  Novembro 28, 2009 às 8:20 pm

    Tem louco pra tudo quanto é gosto musical nesse mundo né. rsrs

    Responder
  • 4. marcus  |  Novembro 28, 2009 às 9:37 pm

    cara eu nem conheço a banda, por isso nem vou opinar! kk

    Responder
    • 5. Pulga  |  Novembro 29, 2009 às 2:17 pm

      Maquinhos, por isso o post é SOBRE a banda porra.

      Obrigado pela atenção.

      Responder
    • 6. Wood  |  Novembro 29, 2009 às 5:24 pm

      Este foi o melhor comentário ever.

      Responder
  • 7. Nine  |  Novembro 28, 2009 às 10:53 pm

    Blind Melon é ótimo mesmo, o clipe da abelhinha é inesquecivel.mas como “progressivo” foi parar nesse post? o que progressivo tem a ver com musica erudita? O_O

    Responder
  • 8. Professor Pardal  |  Novembro 29, 2009 às 2:22 am

    muita coisa a ver;
    as harmonias complexas são puras influencias de musica erudita, e nem vem falar que estou equivocado porque sou estudante de tal.

    Responder
  • 9. Professor Pardal  |  Novembro 29, 2009 às 2:33 am

    A musica erudita tem muita coisa haver com o rock progressivo… pois o rock progressivo é muito influenciado pela complexidade e elaboração de tal… Basta ouvir Gentle Giant e Rick Wakeman “return to the centre of the earth”…
    o Neo-progressivo não tem muito haver com a musica erudita, mas tem haver com o rock progressivo puro, logo, está indiretamente ligado a musica erudita…

    Responder
  • 10. Rubens Medeyros  |  Novembro 29, 2009 às 2:34 pm

    Quem não entende fala mal mesmo, rock progressio sempre viverá ao lado deste tipo de comentários.

    acho que os “pseudo-intelectuais” são aqueles que escrevem pseudo resenhas em blog. =D

    Para criticar é preciso entender e entender que tudo tem suas diferenças.

    Mas gostei de ter relembrado essa banda e o clipe, bons momentos.

    Responder
  • 11. Rubens Correia  |  Novembro 29, 2009 às 2:42 pm

    A banda sempre foi boa, Blind Melon foi uma banda que nunca se importou em perder os Grammys, fizeram seu trabalho, isso que importa, lançaram singles que foram cantados por seus fãs onde fossem, pode não ter sido uma banda que a mídia apostou mas deixou sua marca no mundo da música.

    Responder
  • 12. Rodrigo  |  Novembro 29, 2009 às 2:51 pm

    Não consigo me lembrar de nenhuma banda surgida nos anos 90 que seja realmente matadora.
    As clássicas surgiram nos anos 80, depois veio o Kurt Cobain e acabou com o Hard Rock…

    Responder
    • 13. Wood  |  Novembro 29, 2009 às 5:24 pm

      Claro, Poison e Cinderella que são fodões, não é mesmo?

      Responder
  • 14. Renan Sparrow  |  Novembro 29, 2009 às 3:33 pm

    Nossa, nem curto.

    Responder
  • 15. Professor Pardal  |  Novembro 29, 2009 às 4:06 pm

    Rodrigo, por isso voce ouve Pendragon, é uma banda que conservou ideais neo-progressivos de 78 até 98; e o mais incrivel, o trabalho noventista deles é o melhor trabalho neo-progressivo que eu ja ouvi “musicalmente falando”,
    voce não vai se arrepender, curte ai:

    (The Shadow- 1996)

    Responder
  • 16. XIIICO  |  Dezembro 28, 2009 às 1:32 pm

    Meu, o album Nico é ótimo, como vc pode dizer isso?!
    Blind Melon é Rock Progressivo sim! Mais que isso é rock noventista, mas enfim, é rock!

    Responder
  • 17. The Head  |  Dezembro 30, 2009 às 5:41 am

    Viva ao Post-Grunge e ao Power Metal Sinfonico!! õ/

    Responder
  • 18. Renato  |  Janeiro 7, 2010 às 11:22 am

    salve Galera.
    Ótimo post, para essa banda loka! Sou suspeito em dizer, mas quem aprecia verdadeiramente BLind Melon, sabe que os caras eram animalmente bons. Creio que nos anos 90 não havia nenhuma banda que fazia um som como o deles, e acho que até hoje não. Blind Melon é psicodelia, mas não existe ainda como catalogá-los. Ouça os Cds e verão o pq q falo isso. Infelizmente após a morte de Shannon tudo se tornou mais difícil, pois o cara era um gênio, e como todo bom gênio, morre cedo! Se ele estivesse vivo, teríamos uma banda incrivelmente boa, com uma quantidade enorme de fãs.
    Um abraço a todos!

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clique para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email

Junte-se a 20 outros seguidores


%d bloggers like this: